sexta-feira, abril 14, 2006

Os Reis d' Arrocha

Os reis d'arrocha em movimento
Solidários são com o vento
Sopro sempre sem censura
No ar inscrevem sua rasura
Em paredes de convento
Pulsa a vida em releitura
Abriga o brega uma cultura
De momento em monumento
Rarefeito d' escultura
Q não cabe em cabimento
Sem Carol e a pinga pura
É tempo lento q não dura

quinta-feira, abril 13, 2006

Fernanda Santiago II

Te quero rente, ao gosto, al dente.
Vestir tua pele eloquente.
Deixa qu'eu te tente, invente, faça diferente.
Ler-te a luz corrói-me a lente
mas à mente sei de cór detalhes
para embaralhado o olho ao brilho
podê-la abrir a trilha em braile.

FERNANDA SANTIAGO

em toda parte/em todo todo,
é tão presente
q não é coisa, é ambiente.

O CAOS e A ORDEM

...
o caos
do caos é
a ordem
da ordem é
a ordem
do caos é
o caos
da ordem é
...

Poeteiro

O poeta punheta ante o verso dela e... Ah!!!!!! (Gozo estético).